A bemyself não é apenas uma marca, define sim uma atitude.

Sede: 
Rua Pascoal de Melo nº3, 1.1
1170-294 Lisboa
Escritório:
Avenida Almirante Reis nº114, 6ºb
1150-014 Lisboa
Email:
geral@bemyself.pt

BEMYSELF

A ARTE DO STORYTELLING

A persuasão é a peça central da atividade empresarial. Os clientes devem ser persuadidos a comprarem os produtos e serviços da tua companhia. Deves convencer colaboradores e colegas a seguirem os teus planos e alcançarem determinados objetivos, os teus investidores a financiarem-te ou os teus parceiros a assinarem o próximo contracto. 

Mas, apesar da importância fundamental da persuasão, muitos executivos têm dificuldades em comunicar e sobretudo em inspirar. Mas afinal o que é que podes fazer para entusiasmares os outros?

Os especialistas defendem que a arte de contar uma boa história tem mais sucesso do que um PowerPoint. A retórica tradicional nem sempre é muito eficaz, até porque muitos executivos limitam-se a tentar persuadir os seus parceiros e colaboradores com uma apresentação em PowerPoint onde indicam os objetivos e desafios da empresa e o que deve ser feito para os alcançar. Esta técnica de persuasão apela apenas à parte intelectual e esquece-se da parte emocional. Se queres persuadir os outros, associa uma ideia a uma emoção.

E como é que podes fazer isso? Através de uma história cativante. Porquê? Porque todos nós adoramos uma boa história. Não se trata apenas de narrar factos, mas sim de usar a imaginação para despertar emoções no público. É fundamental que a tua ideia associada a uma determinada emoção se torne memorável.

Se conseguires contar uma boa história aumentas exponencialmente a probabilidade das pessoas se quererem envolver no teu projeto.

O que é uma história?

Ingredientes para uma boa história: 
Desejo – Um protagonista (pode ser uma empresa) com um determinado objetivo ou desejo;
Forças que se opõem a esse desejo – Choque entre expectativas e a crueza da realidade, descrição dos problemas, mostra que o caminho para o sucesso não é fácil;
Descrição cativante – Descrição das aventuras e desventuras do protagonista; as decisões que teve que tomar, os erros que cometeu; a sua luta contra as forças da natureza e/ou contra oponentes;
Suspense – Cria suspense, incerteza, será que a história vai ter um final feliz?
Veracidade – A tua história tem que ser verdadeira ou pelo menos verosímil.

Dicas para um bom storytelling

  • Descobre o que é que torna a tua empresa única;
  • Reúne várias ideias – brainstorm;
  • Dá ênfase ao lado humano da tua empresa;
  • Estrutura a tua história;
  • Cria uma narrativa entusiasmante, mas realista;
  • Escolhe um protagonista com quem o teu público se identifique;
  • Desperta emoções;
  • Cria conteúdo que o teu público queira partilhar;
  • Utiliza recursos audiovisuais: fotos, vídeos, músicas, animações …
  • Partilha a tua história através das redes sociais e do website da empresa;
  • Avalia os resultados da tua estratégia de storytelling.

Exemplos de storytelling

Se quiseres ver exemplos bem-sucedidos storytelling clica nos links abaixo. Os vídeos destas empresas tornaram-se virais pelas histórias que contam. Em muitos casos nem sequer é muito evidente o produto/serviço que a companhia está a tentar vender, mas desperta de imediato a curiosidade do público. Afinal quem é a empresa que criou este vídeo tão partilhado? O storytelling evidencia o lado humano da empresa e mostra a sua consciência face aos desejos e emoções dos outros.

Google Search: Reunion

EDEKA Weihnachtsclip

John Lewis Christmas Advert 2016  

Thai – Life Insurance (vencedor do prémio de melhor anúncio em 2014)



E tu? De que é que estás à espera para aplicar a estratégia do storytelling na tua start-up?

 

you dream it. we do it.