BEMYSELF

Destaca-te Através do Marketing Pessoal

Destaca-te Através do Marketing Pessoal

O QUE É?

O marketing pessoal baseia-se num conjunto de estratégias que te irão ajudar a destacares-te de forma positiva pelas tuas qualidades, competências e realizações e farão com que te posiciones estrategicamente numa sociedade cada vez mais competitiva.  É uma forma subtil de te promoveres e de melhorares a perceção que os outros têm de ti.

PARA QUE SERVE?

O marketing pessoal contribui para aumentares o teu sucesso e influência pessoal e profissional. O marketing pessoal potencializa: a hipótese de seres contratado após uma entrevista de emprego, as chances de seres promovido, de fazeres um bom negócio, de estabeleceres uma parceria vantajosa, entre outras.

COMO É QUE SE FAZ?

Iremos explicar-te quais os aspetos que deves de ter em conta para investires no teu marketing pessoal.

Aparência – A 1.ª impressão é sempre importante. Temos tendência a confiar mais facilmente em pessoas com melhor aparência.

Este é um daqueles casos em que não basta ser-se sério, tem que se parecê-lo. Não vistas roupa suja, rasgada ou inapropriada para o contexto. Antes de ires a um encontro, evento ou reunião importante tenta perceber qual é o código de vestuário mais apropriado.

Discurso – Saber comunicar corretamente é fundamental. Evita gírias ou linguagem vulgar. Procura falar de forma pausada e com um tom de voz calmo e percetível.

Toma especial atenção à tua linguagem corporal. Mantém contacto visual e sorri. Deves parecer recetivo e confiante, mas não arrogante.  Demonstra que também te preocupas com os outros.

Atitude – A forma como ages é o aspeto mais importante no marketing pessoal. Não vale de nada estares bem vestido e seres um bom comunicador, se não souberes adotar os comportamentos corretos. Procura ser um exemplo de responsabilidade e integridade. Mostra-te dinâmico, ativo, motivado, otimista empenhado e bem-humorado. Apresentar competências de liderança, nomeadamente iniciativa e capacidade de resolução de problemas é também uma grande vantagem no marketing pessoal.

Investe na Tua Formação – Como profissional deves procurar sempre manter-te atualizado. Não deixes de frequentar cursos, seminários e workshops. Investe em novas competências, aprende uma língua estrangeira, desenvolve as tuas soft skills, atualiza as tuas aptidões informáticas. Mas, a tua formação não passa apenas por cursos. Ler, visitar museus, ir a concertos e viajar são também excelentes formas de aprendizagem. Estas experiências irão dar excelentes temas de conversa e contribuir para o teu branding pessoal.

Diferencia-te – Se, por um lado, é importante teres várias competências gerais, por outro lado, tens que investir em algo que te diferencie. Ter um curso superior, saber falar inglês e ter conhecimentos informáticos na ótica de utilizador são, regra geral, os recursos mínimos para te poderes candidatar a um emprego. Mas e a partir daí? Tens que adquirir competências que os outros não tenham! Exemplos? Domínio de uma língua estrangeira diferente (mandarim, alemão, russo…), experiências de trabalho em contexto internacional, Erasmus, voluntariado, e por mais surpreendente que te pareça, a prática recorrente de um desporto e hobbies são também aspetos importantes.

Perfil Online – Se te queres destacar, é muito importante que cries um perfil online. Há redes sociais como o LinkedIn que são utilizadas especialmente no meio empresarial. Podes criar um perfil e inserires os elementos que colocarias no teu currículo; cursos, estágios, locais onde trabalhaste/trabalhas e as tuas competências. Escolhe uma fotografia que esteja de acordo com a imagem que queres promover. Mantém o teu perfil sempre ativo, partilha e cria conteúdo, estabelece uma rede extensa de conexões e mantém-te atento a potenciais oportunidades.

Cria uma Rede de Contactos – Ter e manter uma boa rede de relacionamentos é uma das estratégias fundamentais do marketing pessoal. Contudo, o networking é mais do que ter um número elevado de amigos nas redes sociais. Deves interagir frequentemente com os teus contactos, participar em eventos, e estar disposto a colaborar com os teus parceiros quando te for pedido. Lembra-te que o networking é uma relação feita com base em trocas.   

Não esperes mais, começa já a investir no teu branding pessoal!

Aproveita para ler Networking para totós – 5 dicas para principiantes.